Suspeito procurado pela Polícia Civil

A Polícia Civil do Tocantins, por meio da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa – DHPP divulgou o retrato falado do principal suspeito do homicídio do servidor público Luis Carlos Carmo Coelho, 51, morto no último dia 22 de maio, em Palmas. O servidor foi encontrado em sua residência com sinais de estrangulamento.

De acordo com o delegado Guido Camilo Ribeiro, com base em imagens de câmeras de segurança em que a vítima foi filmada junto com o suspeito, a equipe de papiloscopia do Instituto de Identificação chegou a um registro aproximado do perfil do suspeito do homicídio. “As imagens dos circuitos de câmera de segurança por onde a vítima esteve em companhia deste homem até o momento sem identificação nos levam a crer que ele é o principal suspeito do homicídio”, afirmou ao acrescentar que testemunhas informaram que o suspeito tem uma tatuagem meio apagada em um dos braços.

Ainda de acordo com o delegado, após o crime o suspeito teria fugido com o automóvel da vítima e de posse do cartão e dados bancários, teria feito compras em torno de R$ 5 mil da conta do servidor. O delegado informou ainda que os pagamentos foram realizados nas cidades de Palmas, Colinas e em Araguaína, onde o automóvel da vítima teria sido abandonado três dias depois do crime. “Pedimos que este retrato falado seja divulgado nos veículos de comunicação e também em grupos de WhatsApp para que  possamos localizar o suspeito”, afirmou.

Para dar mais detalhes sobre as etapas de investigação, o delegado Guido Camilo estará disponível para entrevistas a partir desta quarta-feira, 02, no período matutino. Marcações devem ser realizadas pelo telefone 3218-1852 na Diretoria de Comunicação da Secretaria da Segurança Pública – SSP.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.