O ex-prefeito de Palmas Carlos Amastha (PSB) se acorrentou em frente à sede da Superintendência da Controladoria-Geral da União (CGU), na capital, na madrugada desta segunda-feira, 27, como forma de chamar atenção e conseguir ser recebido pelo superintendente regional do órgão, Leandro da Cruz Alves, e foi que aconteceu.

Amastha foi recebido pelo superintendente e entregou uma série de documentos que, segundo ele, comprova a lisura de todos os seus atos no que se refere à contração de veículos, durante sua gestão, em 2014.

O ex-prefeito disse que se sentiu humilhado com a operação da Polícia Federal e que infelizmente a CGU fez uma nota onde aponta um prejuízo que não existe em lugar nenhum e que levou a um processo de vexame terrível. Minha casa foi alvo de busca e apreensão, ex-secretários presos. Foi realmente uma humilhação que a gente não merecia, disse Amastha.

O superintendente da CGU disse ao ex-prefeito que o órgão é técnico e que ela não entra em meio políticos, do jeito que foi feito em Palmas é feito com todos os outros municípios fiscalizados e zelamos pelo bem da administração pública.

Comentários do Facebook