O vereador Milton Neris (PDT) solicitou ao presidente da Frente Parlamentar de Enfrentamento à Covid-19, da Câmara de Vereadores da Capital, Erivelton Santos (PV), que possa incluir na pauta de discussão, na próxima semana, as prováveis inconsistências e divergências nos dados de boletins epidemiológicos emitidos, números 86, 89 e 90, no item tabela 4, pela Prefeitura de Palmas. Antes do boletim 86, a tabela 4, que trata de dados da pesquisa, não era divulgada.

Nos três boletins analisados pelo vereador Milton Neris, integrante da Frente Parlamentar, os números de testes realizados nos referidos dias (13, 16 e 17 de junho), não retratam a realidade, pois se misturam aos dados de uma pesquisa de rastreio do novo coronavírus.

O vereador Milton propõe ainda que a Frente Parlamentar se reúna com representantes do Ministério Público Estadual (MPE) e da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE) para apurar as divergências e deliberar sobre a responsabilização dos membros do COE (Centro de Operações de Emergência em Saúde).

Além disso, após análises da Frente Parlamentar, caso constatada a suspeita de inconsistências, a Prefeitura de Palmas poderá ter que retificar publicamente os boletins e ainda adequar o formato de divulgação dos dados referentes à Covid-19.

Segundo Milton Neris, da forma como os boletins são divulgados levam a população ao entendimento equivocado de uma falsa sensação de controle da doença, devido ao elevado número de testes e baixos casos de positivos. “Isso pode levar as pessoas a deixarem de adotar medidas preventivas, antes mesmo de alcançarmos a curva, por acreditarem em informação equivocadas, colocando-se em risco, agravando ainda mais a situação na cidade”, analisou.

Para ele, os dados referentes à pesquisa de rastreio do novo coronavírus, por ainda não estarem consolidados, não devem ser contabilizados com aqueles de testagens feitas nas unidades de saúde e nos laboratórios.

A respeito da testagem de rastreio, a ação faz parte de uma pesquisa por amostragem da Fundação Escola de Saúde (Fesp) para testar pessoas assintomáticas ou sintomáticas leves para identificar a proporção da população de Palmas que esteve ou está infectada pelo novo coronavírus.

A Frente Parlamentar é um grupo de debate criado para propor ações e soluções de enfretamento à propagação do da pandemia viral no município.

Comentários do Facebook