Um garimpo ilegal, que funcionava em uma fazenda na zona rural do município de Ipueiras, foi fechado por uma equipe do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), na quarta-feira, 11, depois de uma denúncia anônima.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os policiais militares ambientais da 1ª companhia/BPMA (Palmas/TO) deslocaram até a zona rural do município de Ipueiras, onde constataram o funcionamento de um garimpo ilegal de minério (ouro). Além disso, foram localizados 10 kg de material explosivo e seis detonadores que eram utilizados no processo de extração do minério.

No momento da abordagem, estava presente no local um funcionário da fazenda, onde era cometido o crime ambiental. Posteriormente compareceu o proprietário da fazenda, um senhor de 74 anos, que assumiu a ser o responsável pelo garimpo.

Diante dos fatos, os policiais acionaram o instituto de criminalística de Porto Nacional para elaboração do laudo pericial, bem como o Esquadrão Antibombas da Companhia Independente de Operações Especiais (CIOE), a fim de realizar a destruição dos artefatos explosivos, o que foi efetivado no próprio local.

O proprietário da fazenda e o funcionário foram encaminhados à Central de Flagrantes de Porto Nacional para lavratura do auto de prisão em flagrante. O proprietário foi autuado em R$ 100.000,00 pela infração ambiental cometida, além de ter o local embargado e os equipamentos utilizados apreendidos.

Comentários do Facebook