imagem ilustrativa
imagem ilustrativa

Os produtores têm até a próxima quinta-feira, 12, o prazo para declarar a vacinação contra a febre aftosa. Para tanto, basta ir à unidade da Agência, onde a ficha cadastral é movimentada, munido da nota fiscal da compra da vacina e da carta-aviso, que consta os dados de todo o rebanho da propriedade. De acordo com a coordenadora de educação, inspeção e sanidade animal da Adapec, Leila Pessoa esta prorrogação atende a uma solicitação dos produtores. “Lembramos que esta decisão não isenta o produtor da multa por não vacinação,” destacou Leila.

Nesta segunda etapa da campanha, que iniciou dia 1º de novembro e encerrou no dia 30, a expectativa era de vacinar mais de 4,5 milhões de bovinos e bubalinos em idade vacinal, ou seja, com até 24 meses declarados em maio. O produtor que deixou de vacinar será multado em R$ 5,32 por animal e R$ 127,69 por propriedade rural não declarada.

A vacinação é obrigatória e a Guia de Trânsito Animal (GTA), indispensável para o transporte dos animais, está condicionada a comprovação da vacina.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.