Na tarde do último sábado, 12, uma ação policial conjunta deflagrada por policiais civis das delegacias de Guaraí e Colmeia, sob o comando do delegado Adriano Carrasco e apoio do delegado regional Guido Camilo, resultou na prisão em flagrante, por tráfico e associação para o tráfico de drogas de Guilherme Martins de Sousa, 19 anos, Hélio do Nascimento Farias, vulgo ‘Batata”, 30 anos e Adelúcio Sales Ribeiro, 38 anos de idade.

Conforme o delegado Carrasco, as prisões ocorreram na entrada da cidade de Colmeia, quando Guilherme e Hélio tentavam entregar uma porção de crack, para Adelúcio, o qual é considerado pela Polícia Civil, como o maior traficante daquela cidade. “O três indivíduos já estavam sendo investigados e monitorados por nossas equipes devido a indícios que apontavam o envolvimento deles com o tráfico de drogas e, na tarde do sábado, obtivemos informações de que os mesmos fariam uma negociação envolvendo entorpecentes, em Colmeia”, ressaltou.

Após a abordagem dos três suspeitos, os agentes foram até a residência de Adelúcio, onde localizaram cerca de 1kg de maconha, bem como grande quantidade de crack, além de R$1.000,00, dinheiro proveniente d tráfico de drogas.

Diante das evidências, Gulherme, Hélio e Adelúcio foram levados para a Delegacia de Polícia de Guaraí, onde foram autuados em flagrante por tráfico e associação para o tráfico de drogas e, em seguida, recolhidos à carceragem da Cadeia Pública de Colmeia, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

Segundo o delegado Adriano Carrasco, às investigações da Polícia Civil serão intensificadas a fim de identificar e prender mais pessoas envolvidas com o tráfico de drogas e a criminalidade em geral, na região.

 “As equipes da 5ª DRPC de Guaraí tem trabalhado incansavelmente a fim de tirar de circulação o maior número possível de indivíduos que estejam envolvidos com prática de crimes em nossa região e, nesse sentido, novas prisões podem acontecer, nos próximos dias, visando resguardar a paz e a tranqüilidade dos cidadãos de Guaraí e Colmeia, que a criminalidade tenta usurpar”, pontuou.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.