Fiscal escoltado pela polícia apreende as mudas e autua e multa o proprietário

A Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) apreendeu e destruiu nesta terça-feira, 10, no município de Lagoa da Confusão, uma carga com 173 mudas frutíferas que estavam sendo comercializadas de forma ambulante, no centro da cidade e de maneira irregular. A carga foi destruída no aterro sanitário do município, e o proprietário foi autuado pela infração, em R$ 3.600,00 reais.

De acordo com o inspetor de defesa agropecuária, Danilo Pereira Ramos, a documentação da carga estava fraudada, sendo que a mesma constava ser de Goiânia – GO, porém, a origem das mudas era de Herculandia – SP, onde existem as presenças de pragas quarentenárias (Greening, Cancro Cítrico, Pinta Preta ), “pragas ausentes aqui no Estado e com nível de dano econômico elevado para seu controle”, pontuou Danilo.

O fiscal de defesa agropecuária, Pedro de Carvalho Neto relatou que ao abordarem o motorista, o mesmo tentou evadir do local e embaraçar a fiscalização, sendo preciso acionar o reforço da Polícia Militar que deu apoio para a conclusão da operação.

O gerente de Avaliação da Adapec, Alex Sandro Arruda, explicou que o comércio ambulante de plantas frutíferas é proibido, por legislação. “Orientamos as pessoas a só adquirirem sementes ou mudas de estabelecimentos cadastrados no Registro Nacional de Sementes e Mudas (Renasem/Mapa) que forneçam documentos fitossanitários atestando a qualidade da planta, e nunca de comerciantes ambulantes para não colocar em risco a nossa sanidade vegetal”, disse Alex.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.