Foto:Eupídeo Junior
Foto:Eupídeo Junior

A vereadora Amanda Gurgel (PSTU) encontrou uma fórmula de fazer o município de Natal economizar recursos diante da crise financeira. Ela protocolou um projeto na Câmara Municipal de Natal propondo que os salários dos vereadores, prefeito e vice, sejam iguais ao dobro do piso salaria nacional dos professores do magistério público da educação básica. Um dos motivos da apresentação do projeto, de acordo com o texto da matéria, é tentar “combater os privilégios dos representantes políticos”.

Atualmente o piso salarial nacional dos professores do magistério está em R$ 1917. O dobro desse valor, ou seja, R$ 3.834, é o valor que a parlamentar propõe para o prefeito Carlos Eduardo, a vice-prefeita Wilma de Faria e os vereadores receberem por mês.

“Se é o momento de fazermos corte e economia, então façamos de onde é possível tirar, e não da população, que precisa da saúde pública, da educação pública, disso aí nós não podemos tirar, mas podemos tirar sim do gabinete do prefeito, dos salários dos vereadores, que é muito alto, um salário de R$ 17 mil, enquanto um professor do município recebe um salário de R$ 1.800″, justifica a vereadora.

Caso a lei seja aprovada, o salário do prefeito, que hoje é em torno de R$ 20 mil, reduzirá cerca de 80%, caindo para aproximadamente os R$ 3.834 equivalentes ao dobro do piso nacional dos professores. Já os vereadores, que recebem hoje R$ 17 mil, terão um decréscimo de cerca de 77% em seus salários mensais.

Ainda no teor da matéria, a vereadora Amanda Gurgel afirma que o projeto consiste em uma medida de “justiça social” para a população de Natal e que que “pode contribuir sobremaneira para o fortalecimento das receitas municipais”.(Portal JH)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.