O professores e servidores da rede municipal de ensino de Praia Norte confirmaram em Assembleia a paralisação de 3 dias para reivindicar melhorias nas condições de trabalho e de educação. Entre as reivindicações estão a elaboração e implantação do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR).

Após a decisão, professores e funcionários, foram até a Câmara Municipal apresentar as reivindicações e cobrar apoio do Poder Legislativo.

A categoria vai manter a paralisação de advertência até esta sexta-feira, 23, e o retorno as aulas está previsto para segunda-feira, 26.

Segundo o Sindicato dos Professores e Servidores em Educação de Praia Norte (SINDPROSE), há mais de três anos vem travando uma luta ferrenha contra a administração municipal cobrando a implantação do piso nacional e que foi conquistado através de uma deflagração de uma greve que durou um mês. “Tínhamos dez reivindicações e desta, apenas três foram cumpridas: piso nacional, melhoria na qualidade da merenda e depois de um ano, paga-se o servidor em educação até o 5° dia útil de cada mês, mas o PCCR nunca foi implantado e o município demonstra não ter um mínimo de interesse em fazê-lo”, garantiu o presidente do SINDPROSE, professor Francisco Frazão de Almeida.

“Os professores de Praia Norte se sentem desrespeitados e envergonhados com as atitudes do prefeito Jader Pinheiro. A classe está unida para lutar contras as injustiças e cobrar nossas garantias e direitos coletivos dos trabalhadores e a valorização dos profissionais da educação”, afirmou o presidente do sindicato que emendou, “Não tenham medo companheiros, vocês são concursados, efetivos. Sempre priorizamos o diálogo, todavia deve o município apresentar documentos porque de propostas e belos discursos já estamos cheios. O Brasil acordou e nós educadores acordamos junto com ele”, finalizou.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.