A Comarca de Guaraí também recebeu o projeto Caminhos da Justiça nesta segunda-feira,22. Na localidade o presidente do TJTO, Ronaldo Eurípedes, reforçou a importância da unidade do Poder Judiciário e do comprometimento de magistrados e servidores. “Precisamos tornar o Judiciário um poder com mais unidade. Nós não podemos mais ter essa cabeça que é a comarca de Guaraí ou de Colméia. Quando somos avaliados somos um só”. Fazendo referência a texto bíblico o desembargador ainda afirmou, “precisamos tirar o cisco do olho e enxergarmos melhor a nossa realidade”.

O discurso firme do presidente se refere aos dados do último relatório do Justiça em Números do CNJ. As informações foram apresentadas pela servidora da Coordenadoria de Gestão Estratégica e Estatística do TJ, Maria das Graças Castro, que ainda explicou, “nenhuma comarca é avaliada individualmente e sim o Poder Judiciário do Tocantins como um todo”.

Durante a reunião o desembargador Ronaldo Eurípedes ainda falou das medidas que estão sendo tomadas e que estão promovendo melhorias ao Judiciário. “Em Palmas já está em funcionamento a Secretaria das Varas Criminais (Secrim), a unificação dos cartórios vem aumentando a produtividade. Além disso, estamos criando a contadoria única para equalizar a demanda de trabalho”, afirmou.

As propostas de Trabalho Remoto e Home Work também foram apresentadas aos magistrados e servidores, como alternativas na melhoria da produtividade.

Fala Comarca

O diretor do Fórum, juiz Fábio Gonzaga parabenizou a aproximação da presidência com o 1º Grau de Jurisdição. “Agradeço em nome da comarca, e reitero a importância desse diálogo em duas vias. O Tribunal vindo até a gente e a gente indo até o Tribunal, temos muito a contribuir”. Na oportunidade, o magistrado também solicitou que o TJ envie mensalmente para as comarcas as taxas de congestionamento e detalhe melhor as metas.

A sugestão foi acatada e foi informado que a Coordenadoria Estratégica do TJ já está trabalhando em um manual sobre as metas do Judiciário.

Os juízes Océlio Nobre e Ciro Rosa também elogiaram a iniciativa da presidência em dialogar abertamente com todos os integrantes da Justiça e afirmaram que Guaraí conta com servidores comprometidos, ressaltando que ainda há a necessidade do acompanhamento da produtividade de magistrados e servidores.

A escrivã da 2ª Vara Cível, Lucélia Alves da Silva, perguntou sobre o concurso de remoção e quando as informações estatísticas serão extraídas diretamente do e-Proc. O presidente respondeu que as duas propostas já estão em andamento.

Como nas demais comarcas, Guaraí formará uma comissão de servidores para apresentar sugestões de melhorias do Judiciário.

Agenda

Nesta semana o projeto Caminhos da Justiça ainda percorrerá ainda as comarcas de Colinas do Tocantins, Arapoema, Araguaína, Filadélfia, Xambioá e Wanderlândia.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.