HDT-UFT em Araguaína

O Ministério Público do Tocantins (MPTO), por meio das 5ª e 6ª promotorias de Justiça de Araguaína, celebrou, na última sexta-feira,17, um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Governo do Estado do Tocantins, para que a Secretaria Estadual de Saúde (SES-TO) providencie a instalação de 10 novos leitos clínicos e 10 novos leitos de UTI Covid-19 no Hospital de Doenças Tropicais de Araguaína (HDTA). O projeto final para instalação dos novos leitos já foi apresentado pelo HDTA, e as etapas de execução serão acompanhadas pela SES-TO e MPTO.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Conforme previsão original, os recursos para instalação dos novos leitos serão provenientes da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), embora doações não estejam descartadas. De acordo com o TAC, o Governo do Estado permanece autorizado a contratar leitos na iniciativa privada de Araguaína, porém a continuidade da contratualização será reavaliada após a entrega dos 20 novos leitos pelo HDTA.

O prazo máximo estabelecido para entrega dos novos leitos é dia 27 de agosto, podendo ser antecipado, inclusive por etapas. Conforme consta no TAC, o descumprimento das obrigações assumidas pelo Governo do Estado pode gerar atuação judicial do MPTO.

O TAC é assinado pelo procurador-geral do Estado, Nivair Vieira Borges, pelo secretário estadual de Saúde, Edgar Tolini, e pelos promotores de Justiça Leonardo Olhê Blanck, Tarso Rizo Oliveira Ribeiro e Saulo Vinhal. (Luiz Melchiades)

Comentários do Facebook