Vereador Moisemar Marinho

Com o intuito de aumentar a testagem da Covid-19 na Capital, o vereador Moisemar Marinho (PDT) remanejou R$ 689.891,68, oriundas das emendas impositivas de sua autoria, para que o Executivo Municipal destine testes rápidos aos profissionais que trabalham na linha de frente do novo coronavírus.

Moisemar ressaltou que os profissionais da segurança pública (Polícia Civil, Polícia Militar, Guarda Metropolitana, Bombeiro Civil) e todos os servidores da saúde, que trabalham na linha de frente da pandemia, necessitam de maior e melhor amparo do Poder Público.

“É necessário garantir que eles estejam protegidos para que possamos assegurar a continuidade dos cuidados prestados no município”, afirmou o parlamentar.

De acordo com ele, conforme orientações de entidades internacionais, como a Organização Mundial de Saúde (OMS), em locais onde há transmissão comunitária da doença, como é o caso de Palmas, a prioridade de testes rápidos deve ser dada aos pacientes vulneráveis e aos profissionais da área da saúde e da segurança que são grupos expostos à transmissão do novo coronavírus.

“Além dos testes rápidos a esses profissionais é necessário que também sejam adquiridos equipamentos de proteção individual a esses servidores que estão na linha de frente da Covid-19”, frisou.

A preocupação do vereador Moisemar Marinho com a falta de testagem desses profissionais é, principalmente, com relação àqueles que possam ser assintomáticos. “A exemplo, temos os policiais plantonistas. Não sabemos quem entra na delegacia, pois, muitas vezes, recebemos pessoas de outros estados. A nossa preocupação maior com a falta de testagem é com relação aos plantonistas que possam ser assintomáticos e, dessa forma, contribuam com a disseminação na Covid-19”, finalizou.

Comentários do Facebook