Na solenidade do Dia D de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais, o coordenador do Centro de Apoio Operacional de Urbanismo, Habitação e Meio Ambiente (Caoma) do Ministério Público do Tocantins, José Maria da Silva Júnior, comemorou a redução de 47% da área queimada no município de Palmas em 2018.

De acordo com dados do Programa de Monitoramento de Queimadas e Incêndios Florestais, obtidos por meio de satélite pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), as áreas queimadas em Palmas foram reduzidas de 17.964,60 hectares em 2017 para 9.436,56 hectares em 2018. Já o número de propriedades com focos de queimadas teve diminuição de 30% no período, caindo de 190 para 134.

Os dados do INPE foram acessados e analisados por técnicos do Caoma, que compararam os números e também identificaram as propriedades onde o fogo é recorrente.

José Maria da Silva Júnior atribuiu a redução de 2018 à união de esforços das instituições públicas de nível federal, estadual e municipal, que está se repetindo em 2019. No ano passado, a ação conjunta se iniciou com um mapeamento realizado pelo Ministério Público, acerca das propriedades onde o fogo teve maior incidência nos três anos anteriores. A partir desse levantamento, os donos dessas áreas foram alertados sobre os danos provocados pelas queimadas e notificados sobre a possibilidade de virem a responder judicialmente, em caso de comprovação de incêndios criminosos.

Dia D
O Dia D de Prevenção a Combate a Incêndios Florestais aconteceu na quarta-feira, 5, com solenidade  em frente ao Palácio Araguaia, em Palmas. Após o evento, equipes do Comitê do Fogo se deslocaram para a área rural, simultaneamente em Palmas e em outros 10 municípios com os maiores índices de queimadas em 2018, promovendo a conscientização ambiental e esclarecendo sobre o uso adequado do solo para fins agrícolas.

Os municípios do interior envolvidos na atividade são Arraias, Formoso do Araguaia, Goiatins, Lagoa da Confusão, Lizarda, Mateiros, Palmas, Paranã, Pium, Ponte Alta do Tocantins e Rio Sono.

Por parte do Ministério Público, também participou da solenidade do Dia D de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais o promotor de Justiça Fábio Lang, que possui atuação na área de defesa do meio ambiente em Palmas. Ainda estiveram presentes representantes da Defesa Civil Estadual, Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Corpo de Bombeiros Militar; Instituto Natureza do Tocantins; Delegacia Especializada na Repressão aos Crimes contra o Meio Ambiente, Batalhão de Polícia Militar Ambiental, Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAER), Batalhão da Polícia Militar Rodoviário e Divisas, Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Tocantins, Instituto do Desenvolvimento Rural do Tocantins, Secretaria Estadual da Saúde, Fundação de Meio Ambiente de Palmas, Guarda Metropolitana de Palmas, Defesa Civil de Palmas, Incra e Energisa.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.