Araguatins

A Polícia Civil do Tocantins (PC-TO), em uma ação conjunta entre a 1ª Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher e Vulneráveis de Araguantins (DEAMV), a 5ª Delegacia de Polícia de Palmas e a 1ª Delegacia de Palmas, cumpriu nesta sexta-feira, 28, um mandado de prisão temporária contra um homem de 60 anos. Ele é o principal suspeito de ter estuprado uma criança de 6 anos em 2017 e estava foragido desde a época do crime.

As investigações apontaram que o homem, padrinho da criança, solicitava reiteradamente a companhia da criança, que ficava com ele no local em que morava sozinho, local em que abusos eram praticados. A mãe da criança desconfiou da conduta do homem e conversou com a filha, a criança revelou que o padrinho tocava em suas partes íntimas e mostrava inclusive filmes pornográficos, e na última vez tentou praticar o ato sexual com a criança.

O delegado de polícia responsável pelo caso, Eduardo Morais Artiaga, informou que a mãe fez a denúncia logo após a revelação da criança. A polícia civil representou pela prisão temporária do homem, mas apesar dos esforços em dar cumprimento ao mandado de prisão, o investigado conseguiu fugir e se estabeleceu em Palmas.

Desde a época do crime, a equipe da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher e Vulneráveis de Araguatins, empreendeu diligências para localizar o paradeiro do foragido, que foi preso nesta sexta-feira, 28.

Comentários do Facebook