Complexo de Delegacias em Araguaína

A Polícia Civil em Araguaína, norte do Tocantins, concluiu nesta quinta-feira, 7, o inquérito que apurava o crime de latrocínio, na forma tentada que ocorreu em maio de 2019 no Bairro Fátima, vitimando uma estudante de 16 anos enquanto a mesma se dirigia até a escola onde estuda naquela cidade.

Conforme o delegado Breno Eduardo Alves Campos, a vítima ia para a escola quando foi interceptada por uma dupla de assaltantes que, além de a roubarem, efetuaram um disparo de arma de fogo contra ela, sendo que o projétil ficou alojado em sua cabeça. A investigação policial concluiu que dois indivíduos, de 19 e 20 anos de idade, são os autores do crime, e que eles já respondem a diversos crimes de roubos cometidos na cidade de Araguaína, estando atualmente presos por outros crimes também apurados pela DRR – Delegacia de Repressão a Roubos de Araguaína.

O caso teve bastante repercussão na cidade devido a violência empregada pelos autores, bem como pelo atendimento médico que salvou a vítima da morte. Sobre a apuração, o Delegado Breno Eduardo Campos Alves disse que “a investigação policial colheu elementos técnicos para individualizar a participação de cada um dos autores no crime apurado”, e complementou dizendo que “melhor que o resultado da investigação é a notícia de recuperação da vítima”.

O inquérito foi remetido ao Poder Judiciário para as devidas providências legais cabíveis.

Comentários do Facebook