121 pessoas cumpridoras de pena no sistema prisional do Tocantins obtiveram nota suficiente no Exame Nacional para Certificação de Competência de Jovens e Adultos para Pessoas Privadas de Liberdade (Encceja PPL) e receberão certificado de conclusão do Ensino Fundamental ou Médio.

Ao todo, 643 reeducandos fizeram a prova do Encceja PPL, que é destinada para jovens e adultos privados de liberdade e que não concluíram a educação básica na idade apropriada, em outubro de 2019. Daqueles, 121 foram aprovados e serão certificados, sendo 62 para ensino fundamental e 59 para o Ensino Médio.

A gerente de Assistência Educacional e Saúde ao Preso e Egresso da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), Marluce Oliveira, ressalta que a educação é uma importante ferramenta de reintegração social, pois através dela é possível conquistar novas oportunidades. “A formação escolar é a base para que eles tenham condições de se reintegrarem na sociedade, para que se preparem para o mercado de trabalho e até para ingressarem na faculdade”, afirmou.

O reeducando J.S.D, 33 anos, cumpre pena na Cadeia Pública de Araguatins, sendo um dos quatro apenados da unidade que obtiveram nota suficiente para certificação, afirmou estar determinado em continuar os estudos dentro da casa prisional. “Passei no Encceja para concluir o Ensino Fundamental e quero continuar os estudos para que isso possa vir me ajudar no mercado de trabalho”, relatou.

 Encceja

O Exame Nacional para Certificação de Competência de Jovens e Adultos (Encceja) é realizado anualmente pelo Instituto Nacional de Ensino e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), sendo a participação no mesmo feita de forma voluntária e gratuita. O objetivo é avaliar os conhecimentos de quem não conseguiu concluir os estudos na idade apropriada, possibilitando a certificação no ensino fundamental ou médio.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.