Raios iluminando o céu de Palmas, no Tocantins

O Tocantins registrou quase 3,5 milhões de raios no ano passado. O aumento foi de 37,69% em relação a 2020, o que significa 954.860 descargas atmosféricas a mais. Os dados são do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em parceria com a Energisa, que realiza o monitoramento em tempo real.

O mês de outubro foi o campeão de raios: 788 mil. Esse é o maior volume registrado em um único mês nos últimos quatro anos. O dia 23 de setembro também registrou uma marca impactante: 73.362 raios em 24 horas.

O acompanhamento do clima é usado pela Energisa como apoio nas ações de operação. Durante os temporais, são frequentes casos de quedas de árvores, deslizamento de terras e objetos que são lançados sobre a rede, causando o rompimento de cabos de energia e a destruição de postes. Por isso a empresa monitora em tempo real e faz os deslocamentos de equipes e materiais necessários para enfrentar as situações de instabilidade.

“Caso se depare com cabos rompidos ou outras situações na rede de energia, como árvores e objetos em contato com a rede elétrica, não se aproxime e entre em contato com a Energisa imediatamente. Enviaremos uma equipe técnica especializada que, de forma segura, vai solucionar o caso”, afirma o coordenador do Centro de Operação Integrado da Energisa, Maurício Zanina.

Para ajudar a garantir a sua segurança, a Energisa reuniu algumas dicas preventivas para dias chuvosos:

 Quando estiver em casa, evite manusear aparelhos elétricos com as mãos molhadas ou pés descalços e tocar nas partes metálicas dos objetos, prevenindo o risco de choque. Essa dica vale para qualquer período do ano, mas em dias de chuva a recomendação é ter mais atenção;

 Caso perceba que alguma parede da sua casa está úmida, não ligue equipamentos elétricos em tomadas instaladas nela. As paredes podem ser fonte de choques e mau funcionamento de equipamentos, causando danos aos aparelhos;

 Não faça manutenções quando estiver chovendo. Em telhados, existe o risco de ser atingido por raios e, em equipamentos elétricos ligados à tomada, há chance de choque elétrico. Em caso de alagamento, curto-circuito ou princípio de incêndio dentro de casa, desligue imediatamente o disjuntor;

– Se estiver na rua e começar a chover, fique longe de áreas abertas, como campos de futebol. Também mantenha distância de piscinas, lagos, árvores, antenas e locais elevados. Evite encostar em grades e objetos metálicos, não se abrigue em lugares descampados, próximo de postes ou embaixo da fiação elétrica. Esses locais se tornam perigosos por causa do risco de descargas elétricas naturais, como raios;

– Se observar fios caídos, objetos ou pessoas em contato com a rede elétrica, galhos ou árvores entre a fiação, não se aproxime e entre em contato imediatamente com a Energisa;

– Se, devido à ventania, observar algum objeto que foi arremessado na rede elétrica, como placas, árvores, entre outros, não se aproxime ou tente afastar a fiação. Entre em contato com a Energisa e aguarde em local seguro, longe dos fios.

Comentários do Facebook