Na manhã desta quinta-feira, 14, a deputada estadual Valderez Castelo Branco presidiu a Comissão de Saúde, Meio Ambiente e Turismo com as presenças do Secretário de Estado da Saúde, Marcos Musafir, do presidente do Conselho Estadual de Saúde (CES), Mário Benício dos Santos e de outros conselheiros municiais e estaduais.

Projeto de Lei 314/2016, de autoria da deputada Valderez, e o Projeto de Lei 331/2016, de autoria da deputada Luana Ribeiro, propõem revogar o artigo da Lei nº 1.663/2006, para adequar o Conselho à legislação nacional, conforme relatório do Departamento Nacional de Auditoria do SUS (DENASUS).

Segundo recomendação do DENASUS, a Assembleia Legislativa não deve compor o colegiado do Conselho Estadual de Saúde, porque “fere a base legal, os princípios da paridade, da razoabilidade e do controle social. O Parlamento já é um legitimo fiscalizador do Estado e ao ocupar uma cadeira no Conselho causa disparidade entre as instituições”.

O Secretário da Saúde, Marcos Musafir, lembrou que o Conselho delibera sobre as contas da Saúde, e caso continue irregular o Estado pode ser prejudicado. “Pode haver impedimento de repasse de recursos ao Fundo Estadual da Saúde, caso não seja corrigida essa distorção”, declarou Musafir.

Para o presidente do CES, Mário Benício dos Santos, é preciso regularizar o órgão estadual que é parâmetro para os conselhos municipais. “Como é que vamos dar o exemplo aos municípios, de como organizar os conselhos, se nós estamos ilegais. Saio mais tranquilo da reunião porque agora acho que a matéria será votada”, disse Benício.

Após devolução por parte do relator Olyntho Neto, a matéria será apreciada na CCJ e depois em Plenário. “Acredito que todos os deputados darão seguimento ao projeto, para que os tocantinenses não sofram as consequências da inadequação do Conselho”, concluiu Valderez.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.