EduardoSiqueira250-250x300O deputado Eduardo Siqueira Campos (PTB) disse nesta quarta-feira, 23, que dentre as três esferas da administração pública, o prefeito Capital, Carlos Amastha (PSB), é o que melhor enfrenta a crise atual, ao observar também as atitudes dos governos estadual e federal. No entanto, o deputado ressaltou que segue com sua posição política contrária a da gestão municipal e pediu que o Prefeito reflita sobre o adiamento das obras do BRT (Bus Rapid Transit) nesse momento de crise. Siqueira também voltou a se posicionar contra o aumento de impostos proposto pelo Governo Federal e também pelo já anunciado pelo Governo do Estado.

“Em relação à crise, Amastha dá o exemplo. E dentre as posições de gestor entre a Presidente, o Governador e o Prefeito da Capital, neste aspecto, como cidadão, entendo que o prefeito tem a atitude mais apropriada para o momento”, disse Eduardo se referindo aos cortes de despesas e cargos que vem sendo promovidos pela administração da Capital. Eduardo ressaltou que isso não significa apoio político ao prefeito Carlos Amastha.

Tanto que logo em seguida, Eduardo Siqueira solicitou ao gestor que reflita melhor sobre o início das obras do BRT, previstas para custarem cerca de R$ 500 milhões. “Essa obra precisa ser adiada, repensada, reprogramada”, afirmou.  Siqueira voltou a dizer que o principal problema da Capital e do Estado segue sendo a saúde e destacou a boa vontade do secretário estadual da pasta, Samuel Bonilha, para resolver os problemas da área. “O problema número um segue sendo a saúde, que não mudou nada nesses oito meses, pois o HGP (Hospital Geral de Palmas) segue lotado, pois atende demanda de seis estados”, frisou.

Eduardo Siqueira defende que a Prefeitura de Palmas construa um Hospital de Urgência e Emergência para atender a crescente demanda da Capital.

 

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.