casal preso
casal preso

Dando continuidade às ações de combate ao tráfico de drogas e a criminalidade em geral, determinadas pelo Secretário da Segurança Pública e pela Chefia da Polícia Civil, a Delegacia da Criança e do Adolescente – DECA de Colinas do Tocantins, efetuou, na tarde desta quinta-feira, 29, a prisão de Maiko Jhonatan Rodrigues Peixoto, 19 anos de idade e sua companheira, Licileide Barbosa da Silva de 18 anos. Ambos são acusados pelo crime de tráfico de drogas.

De acordo com informações da Delegada Dra. Olodes Maria, responsável pelo caso, a PC há algum tempo estava investigando a ação criminosa de um casal residente no Setor Santa Rosa. Segundo levantamentos realizados pelos agentes da DECA, o acusado preso ficava em pé na rua das Acácias, próximo a casa de sua sogra, aguardando usuários que lhe abordavam com a finalidade de comprar drogas.

Após efetuar a venda das substâncias entorpecentes, Maiko se dirigia à casa de sua sogra onde pegava o produto vendido, que estava escondida no local. Quando o rapaz saia para resolver algum problema, Licileide ficava responsável por efetuar a venda das drogas. Com base no apurado, os policiais civis abordaram o indiciado nas proximidades na casa de sua sogra.

Os agentes adentraram na residência e, após uma minuciosa busca, encontraram uma mochila com aproximadamente 25 tabletes e dois pedaços menores de maconha, 164 pedras de crack já “doladas” e prontas para a venda, além da quantia de R$111,00 (Cento e Onze Reais) em dinheiro.

Diante dos fatos, os dois indiciados confirmaram que realmente estava comercializando drogas no Setor Rosa em Colinas já há algum tempo. Maiko Jhonatan Rodrigues Peixoto e Licileide Barbosa da Silva foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e, após os trâmites legais, encaminhados à Carceragem da Cadeia Pública de Colinas, onde permanecerão a disposição do Poder Judiciário.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.