José Alencar Milhomem Júnior

José Alencar Milhomem Júnior, 25 anos, um dos presos na última segunda-feira 24, em Araguatins e acusado de envolvimento em um esquema de receptação, venda de veículos de luxo e uso de documento falso, teve sua prisão preventiva decretada pela justiça e continua preso na Cadeia da cidade.

De acordo com a justiça, a situação de Alencar Júnior, como é conhecido em Araguatins, é mais complicada do que a dos outros dois homens também presos na operação da Polícia Militar, já que ficou evidenciado preliminarmente que Milhomem adquiria os veículos roubados tanto para uso próprio como para a venda, fato que para a justiça ficou evidenciado o seu envolvimento em uma organização criminosa bem sofisticada.

Segundo a justiça, Alencar Júnior confessou perante a autoridade policial, com riqueza de detalhes a prática criminosa, fato que foi confirmado no depoimento dos outros co-réus, presos na operação. Ainda segundo a justiça, ele ocupava posição importante na cadeia criminosa.

Diego Renê e Paulo Sérgio, também presos durante a operação da Polícia Militar, tiveram a liberdade provisória decretada mediante pagamento de fiança no valor de R$ 9.370,00 (nove mil e trezentos e setenta reais), as investigações continuam.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.