Marcelo Miranda
Marcelo Miranda

Nesta terça-feira, 05, os servidores públicos estaduais realizam um protesto em frente ao palácio Araguaia, coincidentemente batendo com o mesmo horário a princesa Maria Esmeralda Adelaida Liliana Ana Leopoldina, estará na sede do Governo do Tocantins. Qual será a impressão que a visitante guardará do mais novo Estado do país?

Protestos em frente o Palácio Araguaia

Esta terça-feira, 05 de julho, é dia de protesto para os servidores públicos estaduais. A partir das 16 horas, eles estarão concentrados em frente ao Palácio Araguaia, na Praça dos Girassois para cobrar o pagamento dos retroativos da data-base 2015, bem como a data-base 2016.

O protesto é coordenado pelo Movimento de União dos Servidores Públicos Civis e Militares do Estado do Tocantins (MUSME-TO) e contará com a participação de servidores de diversas categorias a exemplo do Quadro Geral, Educação, Saúde, Segurança Pública, entre outras.

Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos no Estado do Tocantins (SISEPE-TO), Cleiton Pinheiro, a expectativa é que a presença dos servidores sensibilize o Governo do Estado para reabrir a negociação.

Cleiton Pinheiro afirmou ainda que, caso o Governo não receba as entidades e apresente uma proposta a respeito do pagamento da data-base, o SISEPE-TO convocará outra Assembleia Geral específica para autorizar a deflagração de greve.

Desde o dia 27 de junho, o SISEPE-TO vem convocando os servidores que fazem parte da sua base para que compareçam ao protesto. Fazem parte desta convocação os servidores públicos estaduais do Quadro Geral, Unitins, Adapec, Ruraltins, Naturatins, Itertins e administrativos da SEFAZ.

Os membros da Diretoria do Sindicato fizeram uma escala de trabalho e visitaram os órgãos públicos de Palmas entregando panfletos e convocando os servidores sobre a mobilização. Segundo eles, durante as visitas foi possível perceber que os servidores não abrem mão da data-base e estão realmente indignados com a posição do Governo de não efetivar o pagamento.

Desde as primeiras horas desta terça, a convocação também está sendo veiculada em carro de som em Palmas, além de exposição de faixas nas proximidades da Praça dos Girassois.

Princesa belga Maria Esmeralda e o embaixador do país no Brasil serão recebidos às 14h no Palácio

O governador Marcelo Miranda recebe nesta terça-feira, 5, às 14h30, no Palácio Araguaia, a princesa belga Maria Esmeralda Adelaida Liliana Ana Leopoldina e o embaixador do Reino da Bélgica no Brasil, Josef Smets. Eles estarão no Tocantins em função de visita à comunidade indígena Xerente, onde vão conhecer melhor a cultura e o modo de vida harmonizada com o meio ambiente.

A visita da princesa Maria Esmeralda aos Xerente tem caráter social, histórico e cultural. A iniciativa rememorará a viagem de seu pai, o rei Leopold III, que esteve no Brasil em 1962, em 1964 e em 1967. Assim como o rei, a princesa Maria Esmeralda preside, desde 1983, o Fundo Leopold III e tem forte ligação com a área do meio ambiente, a luta pela questão ambiental; e o conhecimento dos povos e da cultura indígena.

No Tocantins, além de visitar a aldeia Xerente, a princesa espera poder encontrar representantes de Organizações Não Governamentais (ONGs), associações femininas e da sociedade civil do Tocantins para um debate sobre o tema. Seu objetivo é inteirar-se também sobre desafios relativos ao tema do gênero no Brasil. É ativa na área dos direitos das mulheres, sendo autora de um livro sobre as Mulheres e o Prêmio Nobel da Paz.

Xerentes

Os Xerente vivem à margem direita do Rio Tocantins, próximo à cidade de Tocantínia, a 70 km de Palmas. Sua população, de acordo com um censo feito pela Fundação Nacional da Saúde (Funasa), no ano de 2010, era de 3.017 indígenas. O nome do povo Xerente foi dado por homens brancos. Mas, eles se definem como “Akwe”, que quer dizer “gente importante”.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.