Imagem da internet
Imagem da internet

Estudos mostra que há uma ligação entre a inteligência e o ato de fazer sexo.

De acordo com o estudo holandês, ter uma vida sexual ativa pode manter o cérebro ativo por mais tempo. Evidenciou-se que uma boa vida íntima pode retardar o aparecimento de demência nos idosos. A pesquisa foi realizada em idosos com idade de 71 anos.

Os testes realizados pelos pesquisadores se deram em pessoas mais velhas, e descobriu-se que os que têm um maior interesse em relação íntima também possuem uma maior atividade cerebral, melhor memória e velocidade de processamento, inteligência superior e funcionamento cognitivo geral, em relação aos que não têm interesse na vida amorosa.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.