dito-santosO cantor araguatinense, Dito Santos, disse ter se sentido humilhado por policiais militares na manhã da última sexta-feira, 19, em uma abordagem ocorrida na cidade de Augustinópolis.

O artista que realizava uma de suas apresentações para uma empresa de eletrodomésticos da região foi abordado duas vezes em menos de 10 minutos por policiais que o trataram como um delinquente com palavrões e sem prestar qualquer informação sobre os motivos da revista.

Dito alega que mesmo explicando que estava trabalhando, os objetos pessoais do cantor foram jogados no chão e poucos minutos após ter sido liberado foi novamente parado por outros policiais que seguiram na mesma linha de gritos e empurrões contra a parede.

O cantor disse que ao se identificar como acadêmico do curso de Historia da Universidade Federal do Tocantins (UFT), campus Araguaína, um dos policiais ironizou dizendo possuir dois diplomas de curso superior. Ele informou que um dos policias foi identificado como J. Sousa e que os mesmos foram vistos pelo artista depois das abordagens no momento em que ele retornou a sua apresentação musical e o monitoraram por varias horas.

O fato estranho é que o cantor e compositor Dito Santos é natural da cidade de Araguatins e se apresenta todos os meses em Augustinópolis, o artista informou que está tomando as providencias para esclarecer a abordagem agressiva, preconceituosa e sem explicação dos PMs.

(Fonte: Folha do Bico)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.