O capitão PM Valdeonne Dias da Silva, Comandante da 4ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), participou na manhã desta quarta-feira, 10, de uma reunião promovida pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário, por meio da Ouvidoria Agrária Nacional. O evento aconteceu na Câmara de Vereadores de Araguatins e reunião mais de cem trabalhadores rurais ligadas ao Movimento Sem Terra (MST).

A Comissão Nacional de Combate à Violência no Campo, com a participação de várias autoridades para tratarem do assunto sobre violência agrária, foi conduzida pelo Dr. Rogério Martins, representante da presidência do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) na Comissão Nacional.

Na reunião, além do coronel PM Jaizon Veras Barbosa, Policial Militar Agrário de Palmas, o evento contou também a presença de Delegados da Polícia Civil, incluindo delegado geral e delegado agrário; representante da Defensoria Agrária; Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e vários representantes ligados ao INCRA.

O foco principal da reunião foi para tratar sobre a reforma agrária e violência no campo, incluindo precisamente os conflitos que tem acontecido na Fazenda Santo Hilário, município de Araguatins envolvendo integrantes do MST.

Durante sua fala, capitão PM Valdeonne enfatizou que durante o episódio ocorrido no dia 2 de maio do corrente ano a Polícia Militar (PM) por meio da 4ª CIPM tomou todas as providências legais e necessárias a cerca do ocorrido. Finalizou, acrescentou ainda que a PM prestou todo apoio aos trabalhadores rurais sem terras, inclusive conduzindo os mesmos até o acampamento de origem.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.