Márlon Reis durante bate-papo ao vivo

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou na noite desta terça-feira (29) a candidatura ao Governo do Estado do ex-juiz e criador da Lei da Ficha Limpa, Márlon Reis. O ministro relator do processo, Tarcísio Vieira de Carvalho Neto, concedeu parecer favorável à candidatura de Márlon Reis, rejeitando totalmente o pedido de impugnação feito pela coligação adversária.

Numa transmissão ao vivo em sua página do Facebook direto do plenário do TSE, Márlon Reis disse que na decisão da Corte ocorreu o óbvio que é o deferimento de sua candidatura. “Minha candidatura foi indevidamente questionada por pessoas que querem deixar o nosso projeto de emancipação política do Tocantins fora das urnas no dia 3 de junho. Mas não conseguiram. Por unanimidade, o TSE acaba de decidir que a força do 18, a força da Ficha Limpa seguirá rumo ao Palácio Araguaia”, afirmou.

Márlon Reis disse que segue ainda mais empolgado e confiante com sua campanha. “Sou candidato mais do que nunca. Se estou em Brasília, neste momento aqui no TSE, podem ter certeza que amanhã cedo estarei em Palmas, pedindo voto e vamos continuar até o último minuto. Formamos uma grande família 18 que vai ganhar a eleição, sem interesses particulares. É uma família de transformação. É isso que estamos propondo para o Estado”, garantiu.

Ainda em seu pronunciamento, Márlon Reis reforçou seu compromisso com a construção de um Estado mais justo e mais honesto. “O Tocantins que é minha terra e para qual eu voltei para liderar esse movimento Ficha Limpa, com um modo de pensar completamente diferente das outras candidaturas, que são todas iguais. Elas se dizem grande e podem ser grande em fortuna, em compra de apoio político, mas não são grandes em ganhar voto pelo projeto, pelo trabalho e pela biografia”, lembrou.

Márlon Reis ainda disse que sua candidatura é a alternativa que o eleitor tem no dia 3 de junho de mudar a realidade perversa pela qual o Tocantins passa.

“Nas outras eleições não havia alternativa. Eram dois grupos de um mesmo tronco originário que se revezavam no poder e fizeram do Tocantins o que ele é hoje. Era uma terra de promessa e se transformou numa terra de problemas graves na saúde, na educação, na segurança pública. Problemas esses que iremos resolver, com o apoio dos profissionais do Tocantins. Temos o objetivo de levantar nosso Estado, de forma organizada, distribuição de renda, justiça social, com crescimento da produção, ao mesmo tempo respeitando o meio ambiente. Conto com você e com seu apoio”, concluiu Márlon Reis.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.