As discussões parlamentares desta terça-feira, 26, tiveram como foco o pacote de medidas anunciado pelo Governo, nesta segunda-feira, 25, para a área da Segurança Pública. Entre as medidas estão a realização de concurso para a Policia Militar, com oferta de mil vagas e inicio do certame em agosto, convocação de 84 bombeiros militares do cadastro de reserva, entrega de 100 viaturas policiais e a finalização dos concursos da Policia Civil e Defesa Social, com o início da formação dos aprovados previsto para agosto.

A iniciativa do Governo foi elogiada por alguns deputados. Olyntho Neto (PSDB) destacou da tribuna que o concurso para a PM é uma medida sensata que atende a uma solicitação do parlamentar. “O Governo respondeu positivamente ao nosso pedido. Temos reivindicado esse concurso em apoio à população que clama por reforço policial e pela necessidade de aumentar o número do efetivo,” enfatizou o deputado.

Para a parlamentar Valderez Castelo Branco (PP), “a crise que o nosso Estado e nosso País estão passando forçou o Governo a adotar um trabalho intenso de gestão e de planejamento para que o Tocantins execute ações para melhorias na Segurança Pública, e também se enquadre na Lei de Responsabilidade Fiscal”.

Já o deputado Eduardo Siqueira Campos (DEM) disse que, apesar das medidas serem necessárias, não atendem de forma urgente a crise na Segurança, pois, segundo ele, se as aulas de formação da Policia Civil começarem em agosto, assim como as etapas do concurso da Policia Militar, somente no ano de 2017 os policiais estarão, de fato, na ativa.

Os deputados Amélio Cayres (SD) e Elenil da Penha (PMDB) também reforçaram a importância das ações para o Estado como meio de amenizar os problemas. Ainda está entre as medidas anunciadas a unificação da data das promoções dos policiais e bombeiros militares para 25 de agosto, em comemoração ao Dia do Soldado. Anteriormente, as promoções ocorriam em abril e novembro. (Maisa Medeiros)

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.