Na tarde desta quinta-feira, 16, uma ação de combate à criminalidade, deflagrada por policiais civis da 7ª Delegacia Regional de Colinas do Tocantins, resultou na prisão de quatro indivíduos acusados de integrar uma associação criminosa especializada em roubo a bancos, que agia na região norte do Tocantins.

Conforme a delegada, a prisão de Lucas Francisco Veras da Silva, 22 anos, Leandro Lopes da Silva, 19 anos, Gilmar Alves de Sousa, 25 anos, bem como a apreensão de um adolescente infrator, se deu após a quadrilha roubar a agência dos Correios de Bernardo Sayão, no final da manhã desta quinta-feira.

Ainda segundo a delegada, a quadrilha já estava sendo investigada pelo Núcleo de Inteligência da 7ª DRPC, há cerca de dois meses, devido à existência de fortes indícios de que os homens estariam praticando roubos a instituições financeiras do norte do Estado.

“Por meio de um intenso trabalho de investigação, conseguimos identificar alguns integrantes da associação criminosa e estávamos monitorando as atividades do grupo, quando obtivemos informações de que o bando poderia praticar um assalto a uma instituição financeira da região. Dessa maneira, mobilizamos nossas equipes e com apoio da Polícia Militar, conseguindo interceptar os criminosos poucos minutos após os mesmos cometer o assalto ao Correio de Bernardo Sayão”, ressaltou a delegada.

Durante a fuga, os suspeitos roubaram um gol prata e empreenderam fuga, no entanto foram perseguidos, pelos policiais civis, que ao se aproximarem do veículo, foram recibos a tiros pelos indivíduos. Todavia, as equipes da PC conseguiram abordar e prender os quatro ocupantes do carro.

Em poder dos homens, os policiais civis localizaram e apreenderam dois revólveres calibre 38, 14 munições intactas do mesmo calibre, algumas jóias, vários maços de cigarro, além da quantia de R$1mil reais roubados do Correio.

Os quatro suspeitos foram conduzidos a sede da 7ª DRPC, sendo que Lucas, Leandro e Gilmar foram autuados por roubo, associação criminosa e corrupção de menor. O adolescente infrator foi indiciado por ato infracional análogo ao crime de roubo e entregue aos cuidados da Vara da Infância e da Juventude de Colinas. Após os procedimentos legais, os três suspeitos foram recolhidos à carceragem da Cadeia Pública de Colinas, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.