Objetivando a continuidade quanto a qualificação dos policiais militares da 4ª CIPM (Companhia independente da Polícia Militar) do Estado do Tocantins, o comandante da Unidade, major PM Valdeonne Dias da Silva realizou na manhã desta terça-feira (29) a reabertura do curso de Operações de Combate ao Narcotráfico e Armas (OCNA) que está sendo realizado no auditório da sede do quartel.

Com início no ano passado, 2015, o curso chegou a formar cerca de quarenta alunos. A instrução visa à atuação dos profissionais nas rodovias estaduais, principalmente nas divisas do Estado do Tocantins com os Estados do Maranhão e Pará, bem como, na atuação diária nas cidades quando o militar suspeitar de drogas ou armas escondidas em veículo.

Ainda de acordo com a dinâmica do curso, a atuação dos policiais se dará por meio de abordagens, buscas pessoais e veiculares, em locais onde esteja acontecendo operações em conjunto com os demais órgãos de Segurança Pública, incluindo postos da Policia Rodoviária Estadual no Estado do Tocantins e durante o serviço de rotina de radiopatrulha. Os policiais atuarão sempre observando a habilidades e técnicas que assegurem suas ações com eficiência, eficácia e efetividade pautada na legalidade.

No geral, o curso possui uma carga horária de 40 horas aula, divididas em três eixos. Durante 10 horas acontecem as palestras operacionais em sala de aula onde os participantes aprenderão técnicas de fiscalização avançada pertinentes a rotas e triagem de veículos. No dia seguinte, eles participam das oficinas práticas também com carga horária de 10 horas aula.

O último eixo marcará o encerramento do curso e contará com 20 horas. Durante três dias à aplicação prática de todo conteúdo ministrado ocorrerá por meio prático de abordagens e só assim eles receberão seus certificados de conclusão do curso, o qual conta com os instrutores, 1º tenente PM Calistenes Marcelo Reis de Abreu, 1º tenente PM Dourivan Santos Pereira e o cabo PM Valdeilton da Silva Nascimento, todos pertencentes a 4ª CIPM.

A primeira turma de hoje conta com 21 alunos. De acordo com o major Valdeonne ele pretende no menor tempo possível alcançar os demais policiais militares objetivando formar duas turmas mensalmente. (Ascom)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.