Na AL
Na AL

Na manhã desta terça-feira (2), representantes do Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Tocantins (Sinpol-TO) participaram da manifestação, na Assembleia Legislativa (AL), junto com outras entidades classistas, contra o Projeto de Reestruturação das Carreiras Públicas, proposto pelo deputado estadual Ricardo Ayres.

Na ocasião, os representantes se reuniram com o deputado e apresentaram os argumentos contra a proposta. O presidente do Sinpol-TO, Moisemar Marinho, reforçou que o projeto não beneficiará a polícia civil. “O nosso caso é especifico. Se o alinhamento salarial da nossa classe for tratado em uma nova legislação, é natural nós termos uma dificuldade de tramitar esse projeto aqui na Assembleia Legislativa, visto que essa PEC veda a tramitação de qualquer projeto de lei que trata de aumento de pessoal enquanto estiver dentro do limite da Lei de Responsabilidade Fiscal extrapolado”, explicou.

Ayres confirmou que irá retirar o projeto para melhor avaliação. “A gente quer interromper a edição de novas leis que criem novos benefícios enquanto o Estado estiver desenquadrado, para que não ocorra do Governo não poder cumprir com suas obrigações”, afirmou o deputado.

Nos próximos dias, as entidades classistas se reunirão para apresentar uma contra-proposta ao deputado e, em seguida, haverá um outro encontro com o parlamentar.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.