Foto: Arquivo Pessoal

O fiscal da Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (Adapec) Carlos Roberto da Silva, de 56 anos, está desaparecido desde a noite desta terça-feira (26). O filho dele, Guilherme Bernardo da Silva, relatou que o pai foi abordado por dois homens armados e encapuzados em Guaraí. Depois disso, ele não foi mais visto. A Polícia Civil está investigando o caso.

Carlos Roberto é do Paraná e mora no Tocantins há cerca de 15 anos. Ele também é agropecuarista. Por volta das 22h, ele foi até o setor Jardim Iraci, que fica perto da rodoviária, deixar a namorada em casa.

“Ele desceu do carro para abrir o portão da casa e nesse momento, dois homens encapuzados e armados saíram do mato e afirmaram ser da polícia. Disseram que estavam em uma operação contra o tráfico de drogas. Mas eles desconfiaram. Os homens trancaram a namorada dentro de casa, foi quando ela viu que eles colocaram meu pai no banco traseiro, aparentemente com as mãos amarradas, e saíram no carro dele”, relatou o filho.

Após o fato, parentes e amigos começaram as buscas pelo fiscal. A procura está sendo feita em cidades vizinhas. Guilherme disse que foi até as Polícias Civil, Rodoviária Federal e Militar para informar o fato.

A Secretaria da Segurança Pública informou que já se encontra em curso o trabalho de investigação do possível desaparecimento do servidor no município de Guaraí. Informou que a investigação do caso está sob responsabilidade da 5ª Divisão Especializada de Investigações Criminais (DEIC) do município. (G1)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.