ilustrativa

Uma mulher de 32 anos, suspeita pela prática do crime de homicídio qualificado foi presa pela Polícia Civil do Tocantins (PC-TO), durante ação conjunta realizada na manhã desta quinta-feira, 2, em Dianópolis. A mulher é a principal suspeita de assassinar o próprio cunhado, Wanderson Fernandes Lustosa, fato ocorrido no dia 13 de setembro de 2019, em Dianópolis.

Ela foi presa por policiais civis da 101ª Delegacia, 10ª Delegacia de Atendimento à Mulher e Vulneráveis (10ª DEAMV), com apoio de agentes da 14ª Central de Atendimento da PC, mediante cumprimento a mandado de prisão preventiva.

Durante as investigações, a equipe reuniu elementos que apontavam a mulher como a autora do crime. Desse modo, após o recebimento da ordem judicial, os policiais civis intensificaram as diligências e, na manhã de hoje, foram até a residência onde ela se encontrava e deram cumprimento ao mandado, expedido pela Vara Criminal da Comarca de Dianópolis.

Conduzida até a sede da 14ª Central de Atendimento da PC, a mulher foi ouvida e, após a realização dos procedimentos legais cabíveis, entregue a custódia do sistema prisional do Tocantins, permanecendo à disposição do Poder Judiciário.

O crime

Durante as investigações, a Polícia Civil apurou que durante uma discussão em família, a suspeita armou com uma faca e desferiu vários golpes em seu cunhado, Wanderson, que mesmo socorrido, não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Comentários do Facebook