Lagoa da Confusão /Foto: Site da Prefeitura Municipal

Um homicídio duplamente qualificado, praticado contra um adolescente de apenas 15 anos, no último dia 20 de agosto, na cidade de Lagoa da Confusão, foi devidamente esclarecido pela Polícia Civil do Tocantins, por meio de investigações realizadas pela 58ª Delegacia daquele município.

Coordenadas pelo delegado-chefe da 58ª DP, Teofábio Alves Siqueira, as investigações apontaram que o bárbaro crime foi cometido por outro adolescente de 17 anos. Segundo o delegado, a vítima foi atraída e assassinada com dezenas de golpes de facão, desferidos pelo autor que estava acompanhado de outras pessoas, as quais fugiram ao presenciar as agressões.

De acordo com a autoridade policial, as investigações tiveram início, no dia 21 de agosto, quando o corpo da vítima foi encontrado. “O corpo do adolescente estava muito machucado com grandes cortes que desfiguraram o rosto e quase amputaram os braços do jovem que tentou se defender das agressões”, disse o delegado.

Durante as investigações, as equipes da 58ª DP descobriram que no dia do desaparecimento da vítima, o adolescente de 17 anos teria ido até sua residência onde o chamou para saírem. Ainda conforme as investigações, no dia do crime, o autor além de atrair a vítima, também convidou outros indivíduos que estavam em uma praça da cidade para que fossem consumir drogas.

Ao chegar a um local afastado da cidade, eles adentraram em um terreno baldio, onde o adolescente infartor sacou um facão que trazia escondido e passou a golpear a vítima, que ao ser atingida pela primeira vez, se assustou e ainda questionou o porquê do ato. Porém, recebeu vários outros golpes e veio a óbito ainda no local.

Motivação

De acordo com as investigações da PC-TO, o crime teria sido motivado pelo fato de que a vítima, supostamente, teria feito um elogio a determinada facção criminosa, dizendo que a mesma era a que mandava em Lagoa da Confusão. “Pelo apurado, essa fala teria chegado ao conhecimento do adolescente infrator, que então convidou a vítima com o pretexto de consumir drogas e então a executou a sangue frio”, disse a autoridade policial.

O delegado também afirmou que após desferir inúmeros golpes da vítima, o adolescente saiu do local e ficou se gabando na cidade pelo ato que acabara de praticar. “Como se não bastasse toda a violência e o motivo torpe e fútil para a prática do crime, o autor ainda retornou ao local dos fatos, no dia seguinte, tirou fotos e fez vídeos do corpo sem vida do menor”, ponderou o delegado.

Após a identificação do adolescente como o autor do crime, o delegado Teofábio representou pelo mandado de internação do menor. A ordem judicial foi cumprida, no último dia 15, quando o adolescente se apresentou na sede da Delegacia Especializada da Criança e do Adolescente (DECA), em Palmas.

Diante dos fatos, o auto de investigação de ato infracional foi concluído e remetido ao Poder Judiciário para a realização das providências que se fizerem necessárias. O menor permanecerá recolhido ao Centro de Internação para Menores Infratores de Palmas, à disposição do Poder Judiciário.

Comentários do Facebook