Fiscalização apreende e destrói 20 toneladas de capim na região central do Tocantins  

A Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreenderam na tarde desta quinta-feira, 3, na BR-153, próximo à Paraiso do Tocantins, uma carga de cerca de 20 toneladas de sementes irregulares de capim forrageira andropogon e mais 5 mil embalagens brancas sem rotulagem. O proprietário da carga foi multado em R$ 3,6 mil e as sementes foram destruídas no aterro sanitário de Paraíso.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo a supervisora técnica da área vegetal da regional da Adapec de Paraíso, Francisca Wilma Neide de Lima, o condutor do veículo apresentou uma nota avulsa de origem de Rio Verde – GO com destino ao estado do Pará, porém, no termo de conformidade, referia-se a cidade de Trindade – GO. Ao verificarem a carga, os fiscais descobriram embalagens sem as identificações previstas e outras em sacarias brancas, tinham também junto à carga embalagens vazias para reembalagem das sementes sem procedência, e outras que continham informações, estavam incompletas, faltando a principal, que é o Registro Nacional de Sementes e Mudas (Renasem)

A gerente de Avaliação, Controle e Fiscalização Vegetal da Adapec, Lidiana Lira, alerta que as sementes ilegais podem disseminar pragas nas lavouras e causar grandes prejuízos aos produtores rurais e ao patrimônio fitossanitário do Tocantins. “Alertamos os produtores rurais para que fiquem atentos à origem das sementes que vão adquirir e levar para suas propriedades, é importante exigir sempre a nota fiscal e o Termo de Conformidade do produto, onde consta a origem, lote, validade, entre outras informações importantes aos produtores, e verificar nas embalagens se estas indicações estão todas descritas” explicou Lidiana.

Comentários do Facebook