Marcelo Miranda e Brito Miranda Júnior

Nesta quinta-feira, 13, a justiça federal condenou o ex-governador Marcelo Miranda, o irmão dele José Edmar de Brito Miranda Júnior e o partido MDB, o qual Miranda é filiado, a ressarcir os valores gastos na eleição suplementar de 2018 no Tocantins.

A eleição foi convocada para a escolha de governador e vice após a segunda cassação do mandato de Marcelo Miranda do governo do Estado do Tocantins.

Motivação

Na eleição de 2014 Marcelo Miranda, segundo a acusação, a busou de poder econômico. Uma aeronave ser apreendida com R$ 500 mil e santinhos de campanha do ex-governador e outros políticos em Goiás.

Marcelo Miranda, o irmão Edmar Brito Miranda Júnior e o MDB terão que devolver R$ 13.573.858,71 que foram usados na organização do pleito e ainda pagar multa de R$ 1.357.385,00 por danos morais coletivos.

Comentários do Facebook