A Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), através da Superintendência dos Sistemas Penitenciário e Prisional, informa que duas mulheres foram presas em flagrante nesta quinta-feira, 15, durante o procedimento de revista na Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPP Palmas) por tentarem adentrar ao ambiente carcerário com substâncias análogas a maconha.

As duas mulheres apresentaram nervosismo enquanto aguardavam para serem revistadas. Sendo que a primeira ao ser questionada pelo agente de execução penal sobre sua conduta, apresentou seis cigarros de palha com forte odor de maconha. Diante disso, o agente abriu um dos cigarros e verificou que realmente se tratava de substância análoga a maconha.

A segunda mulher foi indagada sobre seu comportamento e ao passar pelo escâner corporal foi identificado que ela trazia abaixo de suas roupas um objeto. Ao ser questionada sobre o que se tratava, a mulher colaborou com os agentes e entregou um pacote com substância análoga a maconha.

As duas mulheres receberam voz de prisão e foram encaminhadas a Delegacia de Polícia. Explica-se que conforme a Lei de Drogas, a pessoa que tenta entrar com drogas em estabelecimento prisional pode ser condenada de 5 a 15 anos de reclusão com aumento de um sexto a dois terços de pena.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.