Foto: Semus/Palmas

A Unidade de Vigilância e Controle de Zoonoses (UVCZ) da Secretaria Municipal da Saúde de Palmas (Semus) alerta sobre os cuidados necessários para evitar acidentes com animais peçonhentos. Nesta época, o clima mais seco e quente favorece o aparecimento destes animais. Conforme especialistas da UVCZ, neste período, os animais costumam buscar lugares mais úmidos para se proteger, como as residências.

O biólogo da UVCZ, Anderson Soares, lembra que os animais peçonhentos são aqueles que produzem peçonha (veneno) e têm condições naturais para injetá-la em presas ou predadores. “É uma condição natural dada a eles, por meio de dentes modificados, aguilhão, ferrão, quelíceras, cerdas urticantes, nematocistos entre outros, capazes de envenenar as vítimas. Os animais peçonhentos que mais causam acidentes no Brasil são algumas espécies de serpentes, escorpiões, aranhas, abelhas, formigas, vespas e lacraias”, descreve o biólogo.

Soares alerta que neste período do ano, o registro de notificações de agravos por acidentes por animais peçonhentos aumenta. Portanto, é importante que a população fique atenta a algumas medidas que ajudam a prevenir esse tipo de acidente.  “Animais peçonhentos gostam de ambientes quentes e úmidos e são encontrados em matas fechadas, trilhas e próximo a residências com lixo acumulado. Por isso, é necessário manter a higiene das proximidades das residências, evitar acúmulo de lixo é a melhor forma de prevenir acidentes”, orienta.

O biólogo aponta algumas medidas simples que ajudam a diminuir o risco de acidentes com animais peçonhentos.

  • usar calçados e luvas nas atividades rurais e de jardinagem;
  • examinar calçados, roupas pessoais, de cama e banho, antes de usá-las;
  • afastar camas das paredes e evitar pendurar roupas fora de armários;
  • não acumular entulhos e materiais de construção;
  • limpar regularmente móveis, cortinas, quadros, cantos de parede;
  • vedar frestas e buracos em paredes, assoalhos, forros e rodapés;
  • utilizar telas, vedantes ou sacos de areia em portas, janelas e ralos;
  • manter limpos os locais próximos das casas, jardins, quintais, paióis e celeiros;
  • evitar plantas como trepadeiras e bananeiras junto às casas e manter a grama sempre cortada;
  • limpar terrenos baldios, pelo menos na faixa de um a dois metros junto ao muro ou cercas.

Em caso de acidente com animais peçonhentos, a rede de saúde de Palmas orienta que a pessoa procure atendimento médico imediatamente, e informe ao profissional de saúde o máximo de características do animal, como: tipo de animal, cor, tamanho, entre outras.

Comentários do Facebook