Imagem: Divulgação

Foi aprovado por unanimidade pelos deputados estaduais, o Projeto de Lei número 27, de autoria do deputado Eduardo Siqueira Campos (DEM), que assegura às mulheres o direito ao diagnóstico e tratamento contra a Trombofilia na rede pública estadual de saúde. A aprovação aconteceu na tarde desta quinta-feira, 4, na Assembleia Legislativa do Tocantins.

Na proposta, o deputado Eduardo Siqueira Campos destacou a necessidade de as gestantes terem assegurado o direito da gratuidade aos exames clínicos e laboratoriais para a identificação precoce de doença. E ainda, garantir o acesso ao tratamento e aos medicamentos que forem necessários na rede pública de saúde.

“Somente uma mulher, uma mãe, sabe da importância em ter acesso ao diagnóstico e ao tratamento da Trombofilia. Esse Projeto foi sugerido por um grupo de mães, e hoje, esta Casa aprova e garante esse direito a todas as mulheres tocantinenses. É um grande dia para a Assembleia Legislativa”, comemorou o Deputado.

Entenda

A trombofilia desenvolve a trombose e outras alterações em qualquer período da vida, inclusive, durante a gravidez, parto e pós-parto, devido a uma anomalia no sistema de coagulação do corpo. Em alguns casos, a doença só é detectada quando a mãe já perdeu o bebê ou está em final de gestação. Com o diagnóstico realizado nos primeiros meses da gravidez, será possível prevenir complicações no desenvolvimento do bebê.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.