jose jardel
jose jardel
jose jardel

O vereador de Xambioá (TO), José Jardel da Cruz Rocha (PSDB), ex-administrador da firma Despachante JR, foi condenado a pagar indenização por danos morais no valor de R$ 50,5 mil ao proprietário do estabelecimento, Francislei Borges Leal. A decisão é da última terça-feira, 22 de julho.

José Jardel é acusado de ter praticado diversas irregularidades em transferências e no primeiro emplacamento de veículos pelo despachante fazendo uso de uma procuração outorgada por Francislei. Diante dos fatos, o Despachante JR foi descredenciado pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Logo após, Francislei Borges acionou o vereador na justiça requerendo o pagamento de 40 salários mínimos a título de danos morais em razão de conduta. José Jardel teria se aproveitado de uma procuração dada pelo proprietário do despachante para cometer crimes.

Durante as investigações do Detran, a Comissão de Sindicância constatou que o Despachante JR utilizava de endereços falsos para fazer emplacamentos de veículos do Pará, em Xambioá.

A sentença também decretou a inelegibilidade do vereador por um período de 8 anos. José Jardel ainda responde a um processo criminal por uso de documentos falsos. O vereador não foi encontrado pela reportagem para comentar o caso. O espaço está aberto. (AF Noticias)

Comentários do Facebook