No decorrer desses dias, já se especulava sobre a gravidade do estado de saúde do ex-vereador de Tocantinópolis Almiro Aguiar da Silva, conhecido como Miroca, de 59 anos. O ex-vereador procurou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade após sentir falta de ar.

Miroca morreu nesta terça-feira (12) após ser encaminhado para o hospital municipal, vítima da Covid-19. Ele sofria de problemas pulmonares.

Segundo a prefeitura da cidade, o exame do ex-vereador foi feito no Laboratório Central do Tocantins (Lacen) e o resultado foi divulgado na manhã desta quarta-feira (13).

Esta é a primeira morte por coronavírus registrada em Tocantinópolis. Segundo boletim epidemiológico da Secretaria Estadual da Saúde (SES), divulgado nesta terça-feira, Tocantinópolis tem cinco pacientes infectados.

Miroca, ex-vereador, era servidor público federal da Fundação Nacional de Saúde – Funasa e, atualmente estava à disposição da Prefeitura de Tocantinópolis. Deixa esposa e três filhos.

Comentários do Facebook