Araguaína implanta barreiras sanitárias aos finais de semana/ Foto: Marcos Sandes

A Prefeitura de Araguaína iniciou, nesse fim de semana, uma ação de conscientização e desinfecção dos veículos em barreiras sanitárias. Os primeiros pontos das blitzen foram na TO-222, na saída para Filadélfia e, na direção oposta, no Setor Barra da Grota. Dentre outros objetivos, a fiscalização pretende evitar aglomeração de pessoas em chácaras e cidades vizinhas para diminuir mais contaminação, internações e mortes por covid-19.

Nesse sábado e domingo, 3 e 4, a força-tarefa entregou panfletos com medidas de segurança contra a doença e ainda ofereceu nebulização com uma solução de hipoclorito de sódio. “Mesmo sendo opcional a desinfecção dos veículos, muitos motoristas aceitaram descer do carro para receber o serviço. Isso mostra que as pessoas estão empenhadas para evitar a contaminação”, afirmou o diretor do Demupe (Departamento Municipal de Posturas e Edificações), Nicásio Mourão.

O mototaxista Nilson Alves Batista, 43 anos, estava de passagem pela região da Jacuba, para levar a mãe de volta para casa, e foi um dos beneficiados pelo serviço de desinfecção. “Até hoje não peguei a covid, mas nós já perdemos quatro companheiros de profissão, não é fácil. A gente tem que se cuidar e ajudar tudo voltar ao normal”, afirmou.

Quem também aprovou a ação foi a empresária Gisele Cirqueira, de 31 anos, que mora em Goiatins e vem para Araguaína aos sábados para ajudar no mercado que é dona. “Só de haver essa blitz já é uma conscientização e acho que deveria ser feito em todas as entradas da cidade”, contou.

Participaram das blitzen a ASTT (Agência Municipal de Segurança, Transporte e Trânsito), Vigilância Sanitária, Demupe, Defesa Civil e PRE (Polícia Rodoviária Estadual).

Cumprimento do decreto

A ação segue o Decreto n° 022/21, publicado no Diário Oficial do Município n° 2.275, do último dia 29. O documento suspende bailes, eventos, festas, shows, formaturas, colações de grau, casamentos, confraternizações, aniversários, reuniões, campeonatos de futebol e correlatos. Também proíbe a aglomeração acima de oito pessoas, excluídos os que já coabitam em residências, chácaras ou propriedades privadas, urbanas e rurais.

A multa para quem descumprir a medida é de R$ 500 e ainda poderá responder criminalmente. A receita gerada pelas multas será destinada ao combate à covid-19.

Caso algum descumprimento seja identificado, a população pode fazer a denúncia pelo número 190 da Polícia Militar ou pelos telefones da fiscalização municipal: (63) 3411 5640, (63) 99949 5394 e (63) 99972 6133. (Marcelo Martin)

Comentários do Facebook