Igreja Universal em Palmas/Foto: Divulgação/ ilustrativa

Com intuito de garantir a segurança da população, durante a pandemia do novo coronavírus, a Secretaria de Estado da Saúde (SES), seguindo a Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador do Tocantins, emite nota técnica com recomendações para atividades religiosas via internet (na função live) ou presenciais em templos, durante o enfrentamento da pandemia de Covid-19.

“Os templos religiosos, por natureza, aglomeram pessoas de todas as idades, classes sociais e estilos de vida. Medidas de natureza sanitárias, econômicas e sociais tem sido amplamente divulgadas, no entanto a saúde espiritual tem sua relevância reconhecida. A organização Mundial da Saúde, ciente da influência de religiosos em muitas comunidades, apela para que igrejas e comunidades ajudem a combater a desinformação e que usem pregações para esclarecer as medidas que seguidores devem tomar para se proteger e cuidar dos outros”, diz a nota.

Tais recomendações buscam também, a proteção de padres, pastores, ministros de cultos e outros profissionais que realizam liturgias, celebrações, cultos de diferentes religiões e tradições.

Principais recomendações :

Manter equipe mínima possível nas celebrações para evitar aglomerações;

Usar máscaras na logística e preparação dos ambientes;

Adotar procedimentos contínuos de higienização das mãos, com utilização de água e sabão, em intervalos regulares. Caso não seja possível, deve-se utilizar álcool 70% para a higienização das mãos;

Evitar tocar a boca, o nariz e o rosto com as mãos;

Disponibilizar nas igrejas/templos acesso fácil à pias providas com água corrente, sabonete líquido, toalhas descartáveis, lixeiras com tampa acionada por pedal, além de frascos com álcool 70% gel.

Cobrir a boca e o nariz com o cotovelo dobrado ou com um lenço de papel quando tossir ou espirrar. O lenço usado deve ser descartado imediatamente.

Higienizar superfícies que são tocadas com frequência, como altares, púlpitos, mesas e cadeiras;

Evitar cumprimento de mãos e abraços;

Aumentar o espaçamento entre as cadeiras;

Informar aos fiéis que fazem parte do grupo de risco da necessidade de permanecerem em casa;

Não compartilhar microfones, Bíblias, livros ou outros objetos nas celebrações;

Higienizar equipamentos de som.

A nota completa pode ser acessada pelo link: https://saude.to.gov.br/ambiental-e-saude-do-trabalhador/orientacao-quanto-a-situacao-de-emergencia-ao-covid–19–dos-aspectos-relacionados-a-saude-e-seguranca-dos-trabalhadores-/

Comentários do Facebook