Honrarias militares e homenagens marcaram a formatura de 120 estudantes da Turma Líder, que concluíram o ensino médio no Colégio Militar de Palmas, Unidade II. A solenidade foi realizada nessa quinta-feira, 16, no pátio do Quartel do Comando da Polícia Militar, com a participação de autoridades e familiares dos alunos.

O vice-governador do Estado, Wanderlei Barbosa, ressaltou a qualidade do ensino das escolas militares. “O governo se orgulha de entregar para a sociedade estudantes preparados para ingressarem nas faculdades. As escolas militares preparam os alunos com o foco na cidadania e nos valores humanos e sociais”, comentou.

O comandante da Polícia Militar, Jaizon Veras Barbosa, destacou a importância que o governo vem dando para as escolas militares. “São 12 escolas já estabelecidas no Tocantins e mais três unidades que serão anunciadas em breve. Aproveito para agradecer a parceria com a Secretaria da Educação, Juventude e Esportes para que, por meio de um trabalho coletivo, possamos oferecer um ensino de qualidade. Esses estudantes adquiriram um conhecimento ao longo dos três anos no ensino médio que será levado para a vida e que os torna mais preparados para enfrentarem desafios”, explicou.

O diretor do Colégio Militar, major Rafael Silva Crespo, falou dos resultados e ressaltou o alto índice de aprovação. “A nossa principal preocupação é o cuidado com a integridade do aluno, exercemos a disciplina, respeitando a peculiaridade de cada estudante e tendo sempre o senso da justiça”, frisou. Foram 120 estudantes que participaram da formatura da Turma Líder, acrescentando os outros estudantes, o Colégio Militar de Palmas formou 238 alunos.

Na solenidade, a educadora Kelma Tavares Barbosa representou a secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes, Adriana Aguiar, e fez parte das homenagens.

A secretária Adriana Aguiar acompanha de perto os resultados do ensino e da aprendizagem das unidades de ensino militares. “A vida escolar proporciona aos jovens experiências essenciais para o desenvolvimento intelectual, social e emocional, foram horas de estudo, de trabalho, de novas descobertas, de novas emoções, de fortalecer laços de confiança e de amizade. E ter uma solenidade para concluir o ensino médio significa fechar esse ciclo de educação básica com chave de ouro, agora, o estudante segue novos rumos, alguns vão ingressar numa faculdade, outros vão escolher uma profissão”, explicou a secretária.

E sobre a importância do evento, Adriana Aguiar frisou a parceria com a família. “A solenidade em si ajuda o estudante e se sentir mais confiante para vencer os desafios que virão, a ser autor do seu próprio destino, a renovar a esperança, os sonhos e elevar a autoestima, itens tão necessários para o início de uma nova fase da vida. Este também é um momento para comemorar, junto com a família, essa conquista tão especial para cada um dos estudantes”, esclareceu.

Homenagens

Durante a solenidade, foram realizadas várias homenagens aos gestores educacionais, aos professores e aos pais de alunos.

Emoção e orgulho

A formatura dos estudantes começou na quarta-feira, com o Culto Ecumênico, momento de emoção e de agradecimento pelas conquistas alcançadas ao longo dos três anos do ensino médio. A solenidade de formatura foi acompanhada pelos pais e demais familiares dos estudantes, e muitas pessoas ficaram emocionadas, principalmente no momento das honrarias.

Kevin Muniz, 18 anos, foi um dos alunos destaque, ele foi escolhido para fazer parte das homenagens. Ele contou que na escola aprendeu a gostar da carreira militar e que pretende fazer parte da PM. “Dos assuntos que aprendi no Colégio Militar, um deles é ter mais agilidade para resolver situações de conflitos ou desafios. E isso é algo que irá nos ajudar muito”, afirmou. Ele estava acompanhado de sua mãe, Raimunda Muniz, de sua namorada Talita Ricardo e amigos. Ao longo dos três anos de ensino médio, Kevin foi acumulando distintivos, como se fossem medalhas de ouro, pelo desempenho na escola, tanto no aspecto pedagógico como no disciplinar.

A estudante Lilia Lins Moreira, 17 anos, que estuda em unidades militares desde a 7ª série do ensino fundamental, também falou de sua emoção em concluir a educação básica. “Ganhei muitas experiências, além dos valores de cidadania, aprendemos a cuidar mais uns dos outros, a desenvolver o trabalho coletivo. E a disciplina nos ajuda a desenvolver mais a responsabilidade”, contou. Ao longo dos três anos, Lilia acumulou premiações, ficou no grupo de Porta-Bandeiras e venceu o concurso de redação Cisne Branco promovido pela Marinha.

Os pais de Lilia, Rute Lins Oliveira Moura e Anésio Moura, contaram que sempre apoiaram a filha em todas as atividades da escola. “Ela é motivo de orgulho, sempre se esforçou para estudar, procura participar das atividades. E é ela mesma que busca. Participar dessa solenidade representa uma benção concedida por Deus e é motivo de grande alegria”, contou.

Marlir Pereira da Silva, mãe de Mirelle Silva Martins, 18 anos, também se emocionou. “É um sonho realizado. Desejamos o melhor para os nossos filhos, e optei por uma escola militar pela disciplina. Desejo que a minha filha aprenda a fazer escolhas, seja uma pessoa mais feliz e realizada”, afirmou.

Mirelle, por sua vez, destacou a disciplina como forma de ajudar no direcionamento da vida. “Aprendemos a ter uma visão diferente do mundo, mais ampla e estamos mais preparados para a vida”, frisou.

Comentários do Facebook