A Polícia Civil de Tocantinópolis, deflagrou no final da tarde da última sexta-feira, 08, a operação; “Dezembro Sem Natal”, a qual resultou na prisão em flagrante de Natal de Jesus Alves de Sousa, de 54 anos, e Rocileia da Mata Nunes, vulgo “Leinha”, de 29 anos, pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Conforme o delegado regional Tiago Daniel de Morais, após alguns meses de investigação, o delegado regional representou pela busca e apreensão na casa de Natal, que foi deferida pelo Juízo Criminal da Comarca de Tocantinópolis e, durante o cumprimento da ordem judicial, Natal foi surpreendido com 06 pedras de crack e Leinha com duas pedras, prontos para a venda.

Além disso, foram apreendidos na residência uma munição calibre 22, mais de R$ 1.500,00, em espécie, bem como uma moto supostamente adquirida com dinheiro fruto do tráfico de drogas. Ao serem interrogados, Natal disse que a droga encontrada com ele não era para a venda, mas sim para dar para amigas que as vezes vão à sua casa e gostam de crack. Leinha, por sua vez, falou que estava ali só para fazer um programa com Natal, que não era sua companheira e era apenas usuária de crack.

Após a lavratura do auto de prisão em flagrante, Natal e Leinha foram conduzidos à Cadeia Pública de Tocantinópolis, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.