O promotor de Justiça de Augustinópolis, cidade ao Norte do Tocantins, Paulo Sérgio Ferreira de Almeida informou que ouviu ontem todas as partes interessadas e as informações colhidas na audiência, realizada no município, acerca da transferência do hospital regional, devem embasar a elaboração de uma recomendação ao Estado.

“É preciso que o Estado informe uma previsão de execução desta reforma, bem como transporte dos servidores que se deslocarão entre as duas cidades e demais detalhes”, explicou o promotor, informando que solicitará a apresentação de um plano de trabalho, que deve conter informações precisas sobre prazos e termos da mudança.

A audiência contou com a presença da comunidade e autoridades dos seis municípios atendidos na unidade. Araguatins fica a 30 quilômetros de Augustinópolis e a mudança seria de caráter provisório, enquanto a reforma da unidade de Augustinópolis é concluída.

Com isso, apenas os atendimentos da área de clínica médica continuarão sendo oferecidos em Augustinópolis, em um prédio alugado.

A população de Araguatins questiona a mudança, uma vez que o hospital municipal da cidade não tem estrutura para atender sequer à comunidade local.

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) informou que as instalações que serão utilizadas no município de Araguatins, para transferência das dependências do Hospital Regional de Augustinópolis, será pelo período da obra, estimado em 480 dias. Mas não informou a data prevista para a transferência. (JTo)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.