Uma ação da Polícia Civil, na manhã desta terça-feira, 7, resultou na apreensão de mais de R$ 5 mil reais, dinheiro, supostamente, subtraído de uma agência bancária, explodida por criminosos, no último dia 28 de outubro, em Filadélfia.

A operação teve como objetivo efetuar a prisão de Reginaldo Sousa dos Santos, vulgo Regis “Macacão”, suspeito de envolvimento no Roubo a Banco na Cidade de Filadélfia.

Reginaldo era foragido da justiça desde o ano de 2016, constando em seu desfavor mandado de prisão expedido por ocasião da Operação Detalhes, a qual resultou, inclusive, na prisão de alguns policiais civis. Em investigações recentes, a equipe da DEIC-NORTE conseguiu apurar que Reginaldo estaria escondido em uma chácara localizada na zona rural, de Wanderlândia.

De posse de tal informação, na manhã desta trça-feira,, por volta das 06h30, as equipes da Policia Civil foram até o referido local com o intuito de realizar a captura do suspeito. Ao notar a movimentação dos policiais, Reginaldo tentou fugir pelos fundos da chácara, momento em que foi surpreendido por policiais que faziam o cerco do local.

Acuado, o investigado sacou uma arma de fogo com a intenção de atentar contra a vida dos agentes da lei. Em razão disso, a fim de repelir a injusta agressão iminente, os policiais efetuaram dois disparos contra o investigado. De imediato, a equipe prestou socorro ao individuo, o qual foi levado para o Hospital Municipal de Wanderlandia-TO, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Dando continuidade a ação, foram realizadas buscas, na residência do suspeito, tendo sido localizados vários objetos utilizados em assaltos a bancos, dentre eles rádio de comunicação – HT com fones, luvas, coturno e bandoleira para fuzil, bem como a quantia de R$ 5.189,00 (cinco mil cento e oitenta e nove reais) em espécie.

As cédulas encontradas na posse do suspeito apresentavam manchas de tinta, ocasionadas por mecanismos de segurança instalados nas agências bancárias, os quais são acionados quando ocorre explosão de caixas eletrônicos. Muitas cédulas também se apresentavam parcialmente queimadas.

Isso reforça as suspeitas de que o investigado tenha sido um dos autores do roubo da agência bancária de Filadélfia – TO, tendo em vista que esta era equipada com o referido sistema de segurança que mancha as cédulas em caso de explosão. Por fim, impõe-se ressaltar que foi instaurado inquérito policial com fim de apurar as circunstâncias da morte do suspeito e a atuação dos policias envolvidos.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.