paysandu e icasa
paysandu e icasa

A torcida bicolor fez a parte dela, mas dentro de campo o Paysandu não conseguiu repetir uma boa atuação feita contra o Palmeiras-SP, no último sábado (17) e acabou sendo derrotado pelo Icasa-CE, neste sábado (24), no encerramento da 17º rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Confira como foi o lance a lance da partida.

No começo do jogo, os quase sete mil torcedores teriam certeza de que o gol bicolor seria questão de tempo. O Paysandu criou oportunidades de gol, oferecendo perigo ao goleiro João Ricardo, que no ano passado foi o arqueiro bicolor no acesso a Série B.

Aos poucos, o time cearense chegava sem oferecer perigo ao goleiro Paulo Rafael, enquanto que na frente, o Paysandu perdia oportunidades de abrir o placar. Em uma delas, Marcelo Nicácio ficou cara a cara com o goleiro, que fez grande defesa. Com o tempo passando e as chances perdidas, a torcida vaiou o time no final do primeiro tempo.

As vaias da torcida acordaram o time e a resposta veio em menos de cinco minutos. O zagueiro Raul aproveitou a chance e abriu o placar para o Papão, no começo do segundo tempo. Com a torcida empurrando o time, o Papão pressiona em busca do segundo gol, mas o Icasa começa a oferecer perigo e começa a mudar o rumo do jogo.

Aos 15 minutos, Juninho Potiguar chuta forte para empatar a partida. Com chances criadas, o time cearense pressionava o Papão em busca da virada e ela veio aos 32 minutos. Geraldo sofreu pênalti e Tadeu cobrou com perfeição, virando o jogo para o Verdão do Cariri.

Sob protestos da torcida, o Paysandu perdeu a segunda partida em casa na Série B e amarga a 18º colocação, enquanto que o Icasa está na 10º colocação. No próximo sábado (31), o Papão enfrenta o Bragantino-SP, no interior de São Paulo.

FICHA TÉCNICA:

Paysandu (4-4-2): Paulo Rafael; Yago Pikachu, Diego Bispo, Raul e Pablo (Gilton); Ricardo Capanema (Fabiano Silva), Zé Antônio, Djalma e Eduardo Ramos; Iarley e Marcelo Nicácio (Hellinton).

Técnico: Arthurzinho

Icasa (4-4-2): João Ricardo; Neilson, Nayhlor, Preto Costa e Carlinhos; Luis Otávio, Radamés, Chapinha (Geraldo) e Da Silva; Tadeu (Pitbull) e Juninho Potiguar (Roberto).

Técnico: Sidney Moraes

Árbitro: Charles Hebert Ferreira (AL)

Cartões Amarelos: Radamés e Carlinhos (ICA) e Diego Bispo (PAY)

Renda: R$ 148.345,00

Público Pagante: 7.564

(Diego Beckman/DOL)

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.