mais medicos
mais medicos

O Ministério da Saúde (MS) anunciou no último dia 14 a segunda lista de profissionais que serão destinados às cidades inscritas no programa “Mais Médicos”. A cidade de Araguaína vai receber cinco médicos, quatro brasileiros e um com formação estrangeira. O município é o segundo a receber o maior número de médicos no Tocantins. O primeiro é Palmas, que receberá 11 profissionais.

De acordo com o superintendente de Atenção Básica de Saúde, Osmar Negreiros Filho, Araguaína solicitou 10 médicos para as vagas do Programa Saúde da Família. A cidade foi selecionada na primeira chamada com cinco profissionais.

Segundo o secretário, o MS indicou a data de 1º de outubro como previsão de início de trabalho desses médicos. Negreiros explicou ainda que, além do treinamento do MS, a Secretaria de Saúde de Araguaína também quer apresentar o perfil do município aos novos profissionais da saúde. Porém, quem definirá as unidades que receberão os médicos é o Ministério da Saúde.

Médicos exclusivos

O secretário de Saúde, Rubens Neves, diz que a chegada desses médicos é muito importante para a cidade, já que as vagas em aberto nem sempre são preenchidas. Para ele, ter médicos exclusivos e já remunerados pelo Governo Federal é uma vantagem que nenhum município pode dispensar.

Os médicos selecionados para atuar em Araguaína por meio do programa Mais Médicos são os brasileiros Alyne Sousa Cardoso, Glaucyane Motta Soares, Marcela Mayara Ferreira e Luiz Antonio Cunha Castro; e Ariel Diaz Garcia, com formação no exterior.

Os médicos do programa receberão bolsa federal de R$ 10 mil, ajuda de custo e farão especialização em Atenção Básica durante os três anos do programa.

Todos esses custos serão pagos pelo Ministério da Saúde.

Outras cidades

Além de Araguaína e Palmas, as cidades tocantinenses de Riachinho, São Salvador do Tocantins, Conceição do Tocantins, Filadélfia, Santa Rosa do Tocantins e Tocantínia receberão um médico cada.

O Programa

Lançado pela presidenta Dilma Rousseff, no dia 8 de julho, o ‘Mais Médicos’ faz parte de um amplo pacto de melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), com objetivo de acelerar os investimentos em infraestrutura nos hospitais e unidades de saúde e ampliar o número de médicos nas regiões carentes do País, como os municípios do interior e as periferias das grandes cidades.

No primeiro mês de inscrições no Programa foram selecionados 1.618 profissionais para atuar em 579 postos da rede pública em cidades do interior do país e periferias de grandes centros. O total representa 10,5% dos 15.460 médicos necessários, segundo demanda apresentada pelos municípios.

O balanço final aponta que 1.096 médicos selecionados se formaram no Brasil e 522 no exterior — 358 são estrangeiros e 164 brasileiros com atuação em 32 países do mundo.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.