Enquanto proprietários de carro de som protestam em frente à prefeitura de Palmas pela regulamentação da profissão na Capital, o prefeito Amastha (PSB), aproveita o recesso a parlamentar, férias, praias, para tentar novamente “empurrar” nos palmenses um aumento de 75% na taxa de coleta de lixo.

A matéria entrou em pauta na sessão desta quarta-feira, 12, na ocasião 10 vereadores foram a favor da discussão do projeto e 7 foram contrários. Por esse placar já pode se ter uma ideia do resultado da votação.

O vereador Léo Barbosa (SD), vice-presidente da casa, disse que a matéria já entrou em pauta várias vezes naquele parlamento e que o prefeito Carlos Amastha insiste no reajuste da taxa.

Para Barbosa, a matéria tem que ser profundamente discutida e não deve ser votada nesse período de recesso em que a maioria dos palmenses estão viajando de férias. Para o vereador não há prioridade do assunto nesse momento.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.