A organização do Programa Missão Pedagógica no Parlamento divulgou nesta quarta-feira, 22, a lista dos sorteados para participar do curso à distância “Educação para Democracia e o Parlamento”. Ao todo, 216 educadores foram selecionados para participar do curso que serve como processo seletivo para a fase presencial do Missão Pedagógica, que será realizada em Brasília, para 54 professores selecionados.

Do Tocantins, os educadores Italo Bruno Paiva Gonçalves, do Colégio Estadual Meira Matos, em Aparecida do Rio Negro, e Rafaela Brito da Silva, da Escola Estadual Sampaio, no município de Sampaio, foram escolhidos a partir do sorteio eletrônico e participarão do curso à distância. Passada a fase do curso à distância, os 54 participantes com melhor desempenho no curso, observada a distribuição de duas vagas por estados e DF, são convocados para participar do Missão Pedagógica no Parlamento.

Após seleção os convocados devem participar de uma semana de formação em Brasília e de um módulo de elaboração de projetos à distância, nos quais aprendem e socializam saberes e práticas para fazer da escola um espaço privilegiado para a vivência de experiências e valores democráticos, além de fortalecerem a cidadania. Todas as despesas para participação no encontro em Brasília serão custeadas pela Câmara dos Deputados.

Os participantes que concluírem com êxito o programa serão certificados pelo Centro de Formação, Treinamento e Desenvolvimento da Câmara dos Deputados em 120 horas.

De acordo com o gerente de Projetos Educacionais da Seduc, Júlio César Rocha, A expectativa é que o curso à distância inicie já no mês de agosto, para os 216 selecionados de todo o Brasil. “Agora em julho foi divulgada a lista de sorteados para o curso e, em agosto, deve ser realizado o curso. Passado esta fase da formação, os professores passam por uma etapa de imersão de uma semana, em Brasília”, salientou.

Missão Pedagógica

O programa Missão Pedagógica no Parlamento é uma iniciativa da Câmara dos Deputados que têm como objetivo oferecer aos educadores formação em educação para democracia. Segundo a coordenação, o programa busca a construção de uma rede nacional de educadores sensibilizados para a importância da inserção da educação para a democracia nas práticas pedagógicas das escolas.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.